Uma menina que foi empoderada na infância

Quando eu era pequena os meus pais sempre me incentivaram a estar a frente de todas as atividades da escola, me deixavam brincar de “bolinha de gude com os meninos”, me permitiram gostar das músicas que eu queria em cada fase da minha vida, me ensinaram o certo e o errado baseado na orientação deles mas nunca me privaram de acreditar que eu poderia ir além.

Ao mesmo tempo, me protegeram da maldade do mundo, do jeito deles me ensinaram que que a sociedade tratava a mulher diferente do homem, que uma mulher esperava ser convidada para dançar, que um bom homem reconheceria o meu valor e me conquistaria para ser sua esposa, que eu teria um casamento lindo com véu e grinalda o qual meu tio, enquanto era vivo, se orgulhava em dizer que guardaria dinheiro para me presentear com o vestido branco de noiva.

Minha mãe sempre me disse que uma mulher deveria ser contida e delicada, pois a sociedade criticava mulheres que se posicionavam a frente das suas escolhas, e que nunca aceitaria os erros de uma mulher como aceitava os dos homens, em contra partida eu vi minha mãe abrir mão de suas próprias escolhas para viver somente a dos filhos e esposo, vi minha mãe ser a última a sentar na mesa, a conter as lágrimas na nossa frente, a não demonstrar sofrimento e e esgotar todo seu tempo para dar conta da rotina diária.

Quando eu cresci percebi que o mundo realmente não era um arco-íris, que a maioria das pessoas se preocupam somente com seu próprio bem estar, que muitas pessoas estarão ao seu lado quando tudo estiver bem, mas desapareceram quando não estiver. Descobri que no mundo corporativo muitas pessoas subestimam a capacidade das mulheres, que tentam colocar a sensualidade como forma de crescimento profissional, que usam termos absurdos para desmerecer uma mulher que confronta a oposição e que se levanta para discursar. Também percebi que muitas mulheres falam sobre empoderamento feminino nas redes sociais, mas a maioria delas vai te criticar na primeira atitude de empoderamento que você tiver, e ainda assim um dia vão chegar para você dizendo que se sentem deprimidas com a condição que vivem.

Depois de muitos anos descobri que uma mulher não precisa de um homem para viver , mas que é maravilhoso ter alguém ao seu lado para que juntos possam trilhar um caminho de sucesso, que é muito bom ter com quem contar e dividir suas alegrias e suas angústias, que cumpra com seu papel na divisão das responsabilidades familiares como filhos e serviços domésticos, alguém que verdadeiramente respeite suas escolhas.

Descobri também que com autoconhecimento você conhece seus valores e sua personalidade, e isso te ajudará a ter autoestima saudável e autoconfiança inabalável, e que se você não lutar pelo seu propósito, viverá sempre com sentimento que falta alguma coisa para ser feliz 100% em todas as áreas da sua vida, que quando colocar seu foco e determinação em prática irá conquistar tudo o que deseja.

Com todas estas descobertas, senti a obrigação em contar tudo isso para outras mulheres e ajuda-las nas suas descobertas.
Finalizo este texto deixando reflexão para todas as mulheres, que uma menina que foi empoderada na sua infância, mesmo que uma sociedade seja resistente, e que ela tenha múltiplas jornadas, ela sempre agirá como se estivesse jogando apenas uma partida de “bolinhas de gude com os meninos”.

COMPARTILHE ESSE ARTIGO

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on twitter
Twitter

Comments (03)

  1. What a material of un-ambiguity and preserveness of valuable familiarity regarding unexpected emotions. Mickie Waiter Scrivings

  2. I had the privilege and honor to serve Friday and Saturday as Altar Worker with a friend from church, and we were so bless with what we see, the mighty move of the Holy Spirit through evangelists Reinhard Bonnke and Daniel Kolenda, I praise the Lord for the Harvest in our city. MAY THE LORD RICHLY BLESS YOU. Danica Kiel Goodman

  3. I have been perusing on the web over 3 hours of late, yet I in no way, shape or form found any intriguing article like yours. It is dazzling cost adequate for me. As I would see it, if all web proprietors and bloggers made perfectly content as you did, the net can be significantly more accommodating than any other time in recent memory. Jocelyn Flynn Gillie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Jornada Múltipla foi idealizada para capacitar mulheres do Brasil todo a alcançarem realização profissional e pessoal. Com vídeos práticos, cursos profissionalizantes e dicas indispensáveis descubra todo seu potencial e transforme todas as áreas da sua vida!

Contato

  • claudia@jornadamultipla.com.br

Institucional

  • Politica de privacidade
  • Termos de Uso
  • Palestras

© Jornada Multipla . Feito com ♥ por Agência Primage